Às avessas

Às avessas
Eu sou protagonista do meu conto de fadas. Mas essa vida não é um conto de fadas. Não sei onde estou, então; desde que comecei a parar para pensar, notei que não deveria parar para pensar.
Eu sou a protagonista. Eu corro para matar o dragão, a lança em punho. Eu sou o herói – a heroína, que seja -, eu me vicio na minha necessidade de amar algo além do meu travesseiro.
Eu não faço sentido.

Eu quero que o dragão me coma e acabe com a história.

Anúncios

2 thoughts on “Às avessas”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s