Sobre corações quebrados e o mundo girando

Você é que se preocupa demais. As pessoas, num geral, não estão preocupadas se você ou eu ou a puta que pariu morremos. Não é culpa delas; é instinto. É pura preservação. É puro costume. Não é tão ruim assim, nem é tão vulgar ou sujo. Não que seja bonito, mas é natural e deve ser tratado como tal. Não se pode dizer o contrário. Ou acha que alguém vai parar porque você está no chão? No máximo, vão dar a volta ou te usar de trampolim. Ninguém está preocupado, repito. Um a menos, um a mais, que diferença isso faz? É só um número na estatística. Só vai ser importante quando for um milhão. Ou não. Talvez tratem como algo bom. Sei lá, menos gente no planeta, menos poluição, menos concorrência no vestibular, menos fila no banco, menos gente para lotar o caixa do supermercado, menos, menos, menos. Menos tanta humanidade, tanto suor, tantos dejetos e latrinas, tantas bocas para alimentar. Você vê? Extermínio não é apoiado publicamente porque deve dar cana, né? Mas por dentro, ah, minha filha, por dentro… Você não acha mesmo que as pessoas ligam, acha? Sua dor, minha dor… Besteira. A gente só serve para chorar o leite derramado e fazer romance de liquidificador, cara. Enquanto isso, o mundo gira. E a gente termina aqui. Parado.

Anúncios

4 thoughts on “Sobre corações quebrados e o mundo girando”

  1. Essa é daquels constatações óbvias que gostamos de deixar de lado. Eu tive um insight parecido hj. Percebi que raiva, ódio, capacidade de matar, egoísmo, etc, etc, etc, são todas qualidades HUMANAS e que a sociedade, com seus freios, costuma deixar escondidas em algum canto, usando quando interessa…

    No futebol, na homofobia, na intolerância, no machismo…

    Engraçado como o senso comum pode ser hipócrita…

    Ahn, é isso, só queria compartilhar essas coisas

    Excelente texto, como sempre

  2. Como disse MM
    “A morte de um é uma tragédia, mas a morte de milhões é apenas uma estatística.”

    “Você é que se preocupa demais.”
    Ótimo texto, essa frase começa como um “tapa na cara” pra acordarmos pra esse fato. Ou nos lembrarmos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s