Ed me segurou pelos cabelos enquanto eu vomitava e cantou pra mim. Eu sentia as lágrimas dele caindo nas minhas costas. Eu o ouvia tossir e soluçar. Eu queria cantar com ele. O vômito não permitiu.

Você é como fogos de artifício, ele cantou, meio rouco, e eu quis rir. Eu juro que eu quis rir. Ele sabia o que aquilo queria dizer. Venha e mostre do que você é capaz. Deixe todos boquiabertos.

Ed era realmente um cantor de merda. Ele sabia disso, mas eu nunca o diria. Ele gostava de acreditar que seria grande coisa um dia. Não seria. Ele era como eu. Eu sabia que o nosso destino era servir mesas num restaurante qualquer ou terminar a noite regurgitando de calçada em calçada.

Você é como fogos de artifício, ele cantou de novo, deixe todo mundo fazendo oh oh oh, sei lá o que ela quer dizer com isso, enquanto você voa voa voa.

Ri de verdade. Engasguei. Ed me segurou e desculpou-se pelo momento.

Olha pra gente, minha gata, ele suspirou e eu notei a sua dor. Olha pra gente e vê no que a gente tá se transformando. Reage, minha gata, reage.

Ed, eu não consigo, eu quis dizer. Engoli em seco e fechei os olhos. O ar entrava queimando as minhas narinas.

Reage, eu quero ser como fogos de artifício. Eu quero brilhar um dia. Eu quero brilhar um dia, ele balbuciou e eu sabia que ele ainda estava fodidamente bêbado. Me diz que amanhã vai ser um lindo dia e eu vou acordar me sentindo lindo e especial pra alguém além da minha mãe.

Ed, eu pensei, isso não vai acontecer, Ed. Nós somos os esquecidos por Deus. Não tem diabo ou virgem que transforme a gente em alguma coisa bonita. Desculpa.

Porque eu sou como fogos de artifício, me deixa brilhar, ele cantou pra si mesmo, bem alto, olhando para o teto. Manteve as mãos em meu cabelo, ainda assim. Eu quero beber por prazer. Eu quero beber porque eu gosto. Não quero mais beber só para não ficar sóbrio.

Isso é para quem pode se dar ao luxo de olhar a vida de frente, Ed, eu finalmente murmurei. Senti seus olhos em mim. Isso é para quem não está sozinha o suficiente para ficar criando gente para segurar seu cabelo enquanto vomita.

Porque você é como fogos de artifício, Ed cantou tristonho, enquanto desaparecia mais uma vez. Você só tem que acender a chama.

Mentira.

Anúncios

10 comentários em “”

  1. OMFG/
    Encantei com este texto, de verdade. Mesmo ;_; Juro que não consigo pensar em nada decente pra escrever porque to realmente encantada fdjklsçfjçadklgd *0* Adorei. Mesmo.

    E fiquei curiosa quanto à música. Ela existe mesmo ou você inventou?

  2. Li uma dez (mil) vezes isso. cara que perfeito, Sun como vc é maravilhosa.
    Salvei no word, sinto que vou ler pra sempre forever da minha vida! asdhiu
    Nem sei o que dizer pra chegar a altura dessa obra de arte que saiu da sua cabecinha linda, só meus parabéns DE VERDADE, de verdade MESMO!

    1. Bruna! Obrigada, muito, muito obrigada mesmo. Eu adoro quando você aparece por aqui, de verdade. Muito obrigada pela sua gentileza e carinho, você nem imagina o quanto sua presença me deixa contente. E seus comentários são sempre deliciosos e incrivelmente gentis. Seus olhos, mas agradeço muito. Beijo, gatíssima.

  3. Sabia! Tinha pensado nessa música, mesmo não sabendo a letra rs. E, cara, você conseguiu pegar uma música de balada, uma música alegre e tal e transformar no texto mais melancólico que eu já li jdsklafjçlasjf ai jesus, você é incrível.

    1. Essa música ficou na minha cabeça por dias. Sei lá o que foi que aconteceu, mas grudou em mim de uma forma que chega a ser obscena.
      Hauehaouehoae, você é querida demais, como lido. Obrigada mesmo. [senta em cima]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s