Escarro

Não há nada mais ultrajante do que essa rejeição vestida de bondade. É ainda mais revoltante quando você finge que está indo embora por amor. Isso não existe. Você fica por amor, essa é a lógica. Eu estou verdadeiramente cansada dessas dúzias de desculpas esfarrapadas. Eu não sou perfeita. Se eu fosse, você não teria motivo para procurar outra pessoa. Eu não estou sempre certa, é por isso que eu peço a sua opinião. Eu não quero a sua amizade; eu quero muito mais do que esse tapinha no ombro e fofoquinhas sussurradas. Eu quero ser seu cobertor, não seu travesseiro quando você precisa chorar. Posso fazer isso também, é claro, mas não só isso. Eu não quero seu amor, eu não sinto a sua falta, porque eu sou incapaz disso. Eu sou incapaz de amar como uma pessoa normal. Meu amor é quase um vício. Meu amor é uma doença sem cura, é hemorragia. Eu só sei amar por inteiro, meio obsessiva, meio transtornada, meio ferrada, meio com ares de submissão. Eu não sinto a sua falta, porque eu sou incapaz de te amar como qualquer outra pessoa amaria. Eu quero mais. Eu não vou ter. Eu fecho esse capítulo. E recomeço a ladainha.

Anúncios

7 thoughts on “Escarro”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s