“No love, no glory
No hero in her sky”
[Damien Rice]

Os olhos que um dia ela sonhou que pudessem dizer alguma coisa… miram o chão o tempo inteiro.
[…]
Porque ela não consegue sustentar o olhar.
Nem quando olha para o espelho.
Muito menos quando olha para o espelho.

[…]

Metade dela, ela largou pelo caminho. A outra metade ainda se desfaz aos pouquinhos. Ela é tão menos do que sonhou que seria. E os mesmos olhos que um dia sorriam, hoje se recolhem em medo.

(Quando foi que ela se perdeu de si mesma?)

Anúncios

6 comentários em “”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s