Então cante! Cante para que eu durma. Eu gosto do som da sua voz, ela abranda os meus gritos. Penso que talvez eu e você sejamos feitos um para o outro. Eu porque gosto de ouvir e você porque gosta de ser ouvido.

Gosto quando você está perto porque eu estou longe quando isso acontece. Não sei dizer como funciona; tudo o que eu sei é que é delicioso não ser e deixar que você seja por mim. Você faz isso muito bem e eu, eu só cato os cacos. Canta assim, baixinho, bem perto do meu ouvido. Roça os lábios no meu pescoço e  me diz baixinho aquilo que eu quero ouvir. Shhhh. Shhhh. E tudo é silêncio e paz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s