E a ferida grande demais

Encontrei-o perdido na multidão, de tênis all star sujo de lama, calça apertada nas canelas magras e um hematoma considerável no pescoço. Achei graça; pedi informação só para ouvir a voz. Era bonita, então eu quis saber as horas também. Ele piscou para mim, comentou do tempo, me disse o seu nome, me mostrou o seu quarto. Subimos trôpegos, arfando alto, imagine você. Subimos tontos, embriagados, e eu já não lembrava mais o nome dele. E mergulhamos em nós, ele preso nos meus braços e eu sentindo nos dedos a quentura da pele, o tremor suave da carne. E ele tinha marcas escuras no tronco e nas pernas e tatuagens por todos os lados. E ele tinha um beijo distante, um toque de quem se obrigava.

Pediu assim: me bate. Me bate como se isso fosse importante para você. Me bate como se eu fosse o único. A gente só machuca quem a gente ama de verdade. Me bate até eu ficar roxo e eu vou lembrar de você amanhã e você vai ser a mulher da minha vida até os hematomas passarem.

E eu obedeci, porque eu gostaria de ser a mulher da vida de alguém. Ele sorria e afagava meus cabelos, me encorajando baixinho com uma ou outra palavra de apoio e um ou outro gemido de dor. E pedia assim: bate forte, não tenha medo não. Só me bate quem concorda comigo. Dói em você também. E quando dói em mim e em você, a dor vira consolo. Bate forte, agora.

Minha mão latejava quando eu parei. Ele respirava depressa. Sorriu. Tocou em meu rosto. Nos beijamos porque era necessário. E eu lhe dei todo o amor que ele precisava ter de mim e dei a ele tudo o que eu sei dar a alguém. E nós dividimos algo, mas no fundo, no fundo, não era nada. Sabíamos tanto disso que não tentamos fingir que não sabíamos; apenas aceitamos e não dissemos mais uma palavra.

E ele tinha braços manchados e lábios cortados e não conseguiria andar na manhã seguinte. E ele tinha hematomas tão grandes que pareciam pintados com tinta. O maior deles, constatei sem qualquer surpresa, ficava no peito.

Anúncios

6 thoughts on “E a ferida grande demais”

  1. 1 – Essa música é maravilhosa, obrigada por me ter feito ouvi-la de novo depois de tanto tempo.
    2 – Esse final me fez perder o fôlego. Sem mais. Eu poderia falar sobre como as coisas se encaixam sem se encaixar e na profundidade, mas…

  2. Puta que pariu, e eu aqui tanto tempo sem ler teu blog cê me vem com uma coisa dessas, tipo, ca-ra-lho, Sunnie, me revirei inteira aqui, tô até meio engasgada e meus dedos tão aí digitando e eu nem o que eu tô escrevendo porque puta que me pariu, hein.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s