Desculpe chegar assim, tão fora de contexto, esperando que você virasse para mim e dissesse o que eu desejo ouvir. Desculpe chegar assim, tão fechada nessa concha que eu criei, tão incrivelmente cheia de mágoa que eu não consigo falar sem rosnar. Desculpe se me dói desse jeito, se parece que eu não saí do lugar (porque eu realmente não saí), se eu não posso  explicar metade do que eu penso porque eu tenho vergonha do que minha cabeça cria.

Anúncios

4 thoughts on “”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s