Réquiem

Para L.

Devo dizer que, no início, eu não esperava nada de você. Nada além de tudo aquilo que eu espero de qualquer corpo, de qualquer experimento de sexta-feira à noite. Você tinha olhos bonitos, mãos grandes e uma boca que me tirava qualquer vontade de conversar. E desconversamos por horas, esmagados contra o bar, ignorando pedidos, esquecendo as normas, perdendo as maneiras. E quando acabou, eu pensei: que pena. Ele faz o meu tipo, olhando bem. Não pergunta, só deseja. E eu acho o desejo tão mais sincero, tão mais humano. Sexo, o ato de fazer sexo em si, é inquestionável; todo o resto exige explicações demasiadamente racionais.
Por algum motivo que não me parece claro, você queria mais. E não era o que eu deveria fazer, mas saí de lá com seu nome guardado no bolso. Eu cedi. Eu não abro exceções, mas eu abri naquele dia. Eu abri. Eu me abri.
Veja bem: não espero que minhas explicações cubram a minha culpa, mas você também era inquestionável. Todos mais, tudo o que eu deveria preservar, tudo o que me esperava em casa, aquilo tudo podia ficar para depois. Todos mais demandavam explicações.
Eu o queria e você me queria e aquela era a situação perfeita, a relação perfeita e eu não sei como, meu Deus, eu não sei como, mas de repente não era o bastante. Você concordou. E eu lhe ofereci um espaço no coração e você mergulhou nele e se afogou em mim. E remou contra a corrente depois, para a minha surpresa.
E apesar das vontades, do tesão, da amizade, das juras, dos etcéteras sussurrados na madrugada, e apesar de todos os dias indo fundo em você e de ter te deixado abrir minhas costelas para desproteger o peito, deu errado.

Não é que eu ache que, de todas as histórias de amor, a nossa teria logo que ser eterna, mas vê: durou pouco demais. Eu não sou de aproximações, eu não sou de largar o certo pelo incerto, mas eu larguei por você e você provou que, de inquestionável, só existe a sua vontade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s