Me leva nos braços como quem leva alguém com quem se importa muito. Me carrega rua afora, semblante orgulhoso, cara limpa, dentes à mostra. Me traz junto ao corpo, enlaça minha cintura, agarra meus ombros como quem tem medo de me deixar ir. Me leva nos braços como quem não sabe por onde eu estive por toda a sua vida e me fala baixinho sobre tudo o que você gostaria que eu soubesse de você. Me conta as suas verdades, aceita as minhas mentiras, transforma meus frangalhos em algo bonito de se ver. Me leva rua afora como quem não tem vergonha do que acolhe – me escolhe, dentre tantas, dentre todas, me escolhe.

Anúncios

2 thoughts on “”

  1. Tão verdadeiro o que escreves, que chego a ser repetitiva ao dizer isso. Suspiro toda vez que termino de ler algo assim teu, procuro palavras para demonstrar o que senti, porém, suas palavras me desarmam e o que posso dizer, por fim, é que espero que continues a escrever sempre, pois que sabe algum dia poderei encontrar uma maneira de expressar gratidão pelo teu trabalho aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s