.

E desses sonhos todos que eu tenho, o maior continua sendo esse que eu não consigo falar em voz alta porque tenho medo. Porque tenho vergonha. Porque eu sei que virão dedos e dedos e eu não tenho confiança ainda para resistir a eles. Espero ter um dia. Espero me levantar sem muletas e ter peito para assumir minhas esquisitices, minhas loucuras, meus desejos megalomaníacos.

(Mas até lá eu vou sonhar quietinha, escondida debaixo do meu cobertor)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s