Nesses dias em que eu estou triste e me sinto virada do avesso, eu sento em silêncio no quarto, acendo um incenso e digo pra mim mesma que tudo vai mudar. Não sei quando, não sei como, só sei que tudo vai mudar. Hoje pensei em você o dia inteiro. Varri o meu quarto, limpei minhas tralhas, me despedi de mil coisas que eu guardo só por guardar. Coisas minhas, insossas como eu, perdidas nas gavetas, amassadas nos cantos, abarrotadas de entrelinhas, poeirentas. Coisas minhas, como eu, sem o afago que esperavam tanto (como eu esperei).
Nesses dias em que eu estou triste e tenho essa sensação de tripas entrelaçadas na boca do estômago, eu cantarolo pra mim canções que não existem, com letras que eu gostaria que alguém tivesse escrito, só pra eu não me sentir tão só. E no bailar das palavras que são minhas, eu não me sinto eu. Eu me sinto outra. E essa outra eu amo, mas ela nunca fica muito tempo.
Hoje pensei em você o dia inteiro. Queria que a recíproca fosse verdadeira, mas não é. Então eu sento em silêncio no quarto, acendo um incenso e digo pra mim mesma que tudo vai mudar. Já está mudando. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s